• Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • YouTube ícone social

Assaltante faz idosa de refém e é morto pela PM em Valença/RJ; veja o vídeo completo

Homem roubou joalheria no Centro da cidade e na fuga rendeu a vítima. Cidade no interior fica a 160 km do Rio de Janeiro.





Um assaltante foi morto após roubar a joalheria Barra Joias e fazer uma idosa refém na manhã desta quarta-feira (5) no Centro de Valença, que fica a 160 km do Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Civil, ele assaltou o estabelecimento e fugiu em direção ao Mercado Municipal.

De acordo a Polícia Militar (PM), o acusado fez menção de atirar nos policiais e na mulher e em ato de defesa, os policiais efetuaram disparos contra ele.


Ainda segundo a PM, a idosa foi identificada como Tereza de Jesus Ferreira Sacramento, de 83 anos. Ela recebeu atendimento médico e deve prestar depoimentos nos próximos dias na 91ª Delegacia de Polícia (Valença).


Testemunhas informaram que o homem anunciou o assalto e enquanto colocava as joias na mochila, a dona do estabelecimento saiu e acionou a polícia. Ele percebeu e fugiu do local sendo perseguido por um segurança da loja. Uma viatura passou e começou uma nova perseguição. Nessa hora o assaltante fez a senhora refém.


Moradores que presenciaram a ação, gravaram vídeos e enviaram para o WhatsApp da TV Rio Sul. Nas imagens é possível ver o assaltante armado, segurando a vítima, enquanto um policial apontava a arma em direção a ele. Pessoas gritavam para ele soltar a idosa. Em um momento, ela tropeça nos paralelepípedos e cai no chão, e o policial atira contra o bandido, que morre na hora. A mulher não ficou ferida.


Até a publicação desta reportagem, o corpo permanecia no local e a identidade do homem não tinha sido divulgada.


Cidade pacata com número baixo de roubos e homicídios


Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), o número de homicídios caiu pela metade no município, em relação ao ano passado. Em 2017, foram registrados seis homicídios dolosos, contra três registrados em 2018.


Porém, o número de roubo a estabelecimentos comerciais aumentou na cidade. Em 2017, apenas um assalto foi registrado, contra quatro deste ano. As informações são referentes ao período de janeiro a outubro.



Fonte: G1

WHATSAPP (32) 99966-1259

WHATSAPP (32) 99966-1259

WHATSAPP (32) 99966-1259